Pin It

Video Mapping. Projeção, propaganda e arte, ao seu gosto.

Video Mapping.

Quando criança, eu me encantava com a tecnologia e sempre queria saber como funcionavam as coisas. Ou seja… como aquilo acontecia?… Ou… o que há por trás daquela engenhoca.
Engenhocas essas, que se evoluíram e hoje tornaram-se referências mundiais para outras brilhantes invenções. Seria como se fosse da Tv mais simples de válvulas, que para ligar levariam horas, até uma 4k ou uma 3D. Digamos assim.

Resultado de imagem para video mappingA invenção que mais me impressionou, desde criança, foi a projeção de imagens. Lembro-me que quando eu estudava, os professores usavam os retroprojetores com películas transparentes, grifadas com os assuntos, para fazer suas explicações.

Assim já existia o cinema, que projetava seus filmes e outros projetores já se destacavam, com a contribuição da tecnologia, sufocando os retroprojetores. O que cedo ou tarde ficariam obsoletos. Pois como os retroprojetores, bastava projetar em uma superfície plana “regular” e pronto. Com um pouco do conhecimento do aparelho, qualquer um projetava.

E como a tecnologia sempre busca inovar-se e creio que sempre haverá uma forma disso, a simples maneira de projetar um vídeo ou imagem, ganhou mais “corpo”. 

Tratando-se de vídeo, num mais específico, a projeção ficou mais atraente. Com tantas técnicas nas edições de vídeos, animações em 2 ou 3D, efeitos, etc.… sendo projetadas em superfícies regulares ou não, a riqueza do evento ganhou nome no mercado virtual. O Video Mapping.

Também conhecido como mapeamento de vídeo, realidade aumentada espacial, essa tecnologia na transformação de objetos, muitas vezes de forma irregular,

Resultado de imagem para video mapping

 em uma superfície de exibição para projeção de vídeo. Assim, podendo ser paisagens industriais complexas como edifícios, pequenos objetos internos ou estádios teatrais.

– Como acontece o video mapping?

– Explico-lhe de forma mais contundente.

Através de um software especializado, um objeto 2D ou 3D (Bidimensional ou Tridimensional) é espacialmente mapeado no programa virtual, que limita o ambiente real a ser projetado. Assim, o software pode interagir com um projetor para ajustar a imagem desejada na superfície desse objeto.

Ele é usado por artistas e anunciantes que podem adicionar dimensões extras, ilusões de ótica e noções de movimento em objetos previamente estáticos. Normalmente, o vídeo é combinado com, ou desencadeado por áudio para criar uma narrativa audiovisual.

Resultado de imagem para video mappingApesar do seu nome ser relativamente novo, o vídeo mapping vem com uma bagagem histórica desde o ano de 1960, onde foi referido como mapeamento de vídeo, realidade aumentada espacial ou luzes de sombreamento. Mas sua primeira exibição pública foi em 1969 com projeções em objetos 3D, quando a Disneyland abriu seu passeio Haunted Mansion (Mansão Mal Assombrada). O passeio usava falsas cabeças desencarnadas como objetos, que tinham filmes de 16mm projetado sobre eles para dar a impressão que estavam animados.

Outro registro foi em 1980, quando o produtor Michael Naimark filmou pessoas interagindo com objetos em uma sala de estar e depois projetou na sala, criando ilusões com se as pessoas que interagissem com os objetos estivessem realmente lá.

A primeira vez que o conceito de mapeamento de projeção foi investigado foi na Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill no final da década de 1990, onde os estudiosos trabalharam em um projeto chamado Office of the Future para conectar escritórios de diferentes locais, projetando pessoas no espaço do escritório como se estivessem realmente lá. Em 2001, mais artistas começaram a usar o mapeamento de projeção em obras de arte e grupos.

O vídeo mapping ficou conhecido através da sua utilização em campanhas publicitárias e vídeos de músicas eletrônicas. Pois assim, o vídeo mapping vai evoluindo cada vez mais. A criatividade não tem limites com essa tecnologia. Veja isso:



Temos que entender e seguir alguns passos para esse procedimento acontecer:

Configuração tem de ser feita à noite ou num ambiente escuro. O projetor deve ser colocado em frente ao suporte de projeção e deve estar perfeitamente horizontal; depois de estar bem posicionado, convém que toda a interação com o projetor seja feita através de controle remoto.
Fotografia do suporte de projeção — o ângulo da câmara deve ser exatamente o mesmo da lente do projetor de forma a que a imagem resultante seja a mais próxima possível daquela que o projetor “vê”.

Calibração da fotografiauma vez conseguida a fotografia certa, esta deve ser editada num software de edição de imagem, onde se aplica o valor da resolução do projetor ao tamanho da fotografia. Para calibrar a fotografia, esta tem de ser projetada de volta no suporte de projeção de modo a se confirmar que cada elemento da mesma corresponde ao espaço real.

Criação de máscaras através de softwares como Adobe After EffectsIllustratorPhotoshopGimp, etc. são criadas máscaras dos diferentes elementos da fotografia, em diferentes camadas.

Animação depois de definidas as máscaras, criam-se os elementos a projetar, que podem ser feitos com os programas habitualmente usados para vídeo e/ ou animação, como por exemplo Adobe After EffectsModul8,Final Cut ProAdobe PremiereAdobe FlashResolume, etc.


Há também softwares específicos para tornar a tarefa de Video Mapping mais eficaz e produtiva. Assim, temos: vvvvMilluminVPT, entre outros.

Contudo, o video mapping tornou-se atualmente a fonte de divulgação mais atraente e interativa virtual. O que pode ser sempre evoluído. Só não pense que o mundo real vai ficar obsoleto. Valeu!? (Risos)
Eu queria estar escrevendo mais sobre esse assunto, que parece não ter fim. Mais é apenas para você ficar por dentro do que é o video mapping.

Video Mapping!

Curta, comente, compartilhe para seus amigos. Informe sobre o blog. Tem muitos assuntos interessantes. Um grande abraço. Sempre!

Gostou!? Então recomendo esses. Veja:

Incentive-nos a publicar mais! Deixe o seu comentário sobre esse post.

Mude o Idioma »