Pin It

Mandala. Um microscomo do universo. Quer saber por quê?

Mandala.

A combinação de vários traços, que dão harmonia resultando em belas obras de artes, faz da mandala, um símbolo espiritual e ritual. Pois assim é um dos seus conceitos. Nesse caso apontamos para o hinduísmo e o budismo, numa representação universal.

mandala

mandala

Porém, de certa forma, a mandala tornou-se um termo genérico para qualquer diagrama, gráfico ou algum padrão geométrico que represente o cosmos. Seguindo esse raciocínio metafísico ou simbólico, digamos que seja um microcosmo do universo.

Reforçando, a mandala pode ser chamada de círculo mágico, concentração de energia, símbolo da integração e da harmonia. Ou, círculo em palavra sânscrito (Nome de uma língua antiga que foi utilizada na Índia). O que podemos resumir em círculos.

Mas… nem sempre é assim, quem olha pela primeira vez, até chegar a um certo entendimento. Pois… olhando num geral, ela também apresenta formas básicas como um quadrado com quatro portões, contendo um círculo com um ponto central.

Esses portões são representados numa forma que lembra a letra “T”. O que dar para as mandalas um equilíbrio radial.

Navagrahas, a Raja Ravi Varma painting.

Navagrahas, a Raja Ravi Varma painting.

Esse termo numa visão histórica vem do Rigveda, como o nome das seções do trabalho e os rituais vedicos, que usam mandalas como “Mandala Navagraha” até hoje. Num conceito Navagraha, observamos que “Nava” significa o  número “nove” e “Graha” significa “planeta”. Porém entrando mais a fundo, existe controvérsia. Recomendo que pesquise depois sobre Navagraha. É um assunto muito interessante.

Voltando ao assunto, a mandala resume sua origem do milenar sânscrito e é usada para um desenvolvimento pessoal, espiritual, promover cura, harmonização de pessoas e ambientes, rituais, magia, dança, decoração, arte e arquitetura.

Então, o que podemos dizer é que quem acredita e trabalha com a mandala, sente-se realizado num âmbito pessoal e espiritual, transformando-se para o melhor possível e criando um ambiente especial, onde alcançará algo que se queira.

 



Fonte do Vídeo: Canal Feng Shui Lógico


– Mas Marcos, você está dizendo que é um certo caminho para a felicidade?
– Não jovem… tudo isso tem um profundo estudo que abrange diversos aspectos. Tanto no modo religioso, político, psicológico, artístico, entre outros.

O que se resume nisso, é que a mandala pode ser empregada para focalizar a atenção de praticantes e adeptos, como uma ferramenta de orientação “espiritual”, para estabelecer um espaço sagrado e como uma ajuda à indução de meditação e trance.

Digamos por exemplo:

No Hinduísmo, analisando no lado religioso, a mandala representa um yantra, que é uma forma geométrica de duas ou três dimensões usada em sadhanas, puja ou rituais meditativos. Consideravelmente, representa a morada da divindade. Pois cada yantra é único e chama a divindade para a presença do praticante através dos elaborados desenhos geométricos simbólicos.
Por ter seus significados cósmicos e ser apontado como ponto de foco central para a pratica tântrica hindu, um yantra é uma realidade vivida e não apenas representações.
Num sentido histórico, social e político no hinduísmo, segundo pesquisado, a mandala é empregada para denotar as formações políticas tradicionais do sudeste asiático.

Nessa passagem, o Raja-mandala (circulo de estado), foi formulado pelo autor indiano Kautilya em seu trabalho sobre a política. Pois, o fator principal foi o Arthashastra escrito entre o século IV aC e o século II aC, onde ele descreve círculos de estados amigáveis e inimigos em torno do estado do rei.
Assim também no Budismo, a mandala simboliza uma mansão sagrada, um palácio de uma divindade. A pintura thangka, originaria do Tibete, faz parte da “arte” budista. Muito representada em madeira, metal… também criada com areia colorida sobre plataforma.
Uma coisa interessante que pesquisei foi: No caso de uma mandala feita com areia, após uma cerimônia ritual ou simbólica, essa areia é jogada em um rio para que as bênçãos se espalhem. Pois assim fortalece o ciclo virtuoso entre os praticantes, dando-lhes prosperidade num todo.

Existe vários tipos, que devemos analisar, estudar bem, para saber o que fazer. Apesar que atualmente, tem muitas pessoas que desenham, fazem tatuagens e admiram muito. Se possível comercializam também, por meio de estampas de roupas, tapetes, quadros, etc.

Mas como disse, tem que saber como escolher e como usá-la. E tenha certeza que existem diversas, como essas principais:



Acompanhando essa classificação, no Budismo destacam-se as mandalas Vajrayana no ramo tibetano, Mount Meru, Cinco Budas da Sabedoria, Reino do Marão e Reino do Diamante.

o dormenon

O dromenon

No Cristianismo, ela prevalece como a cruz céltica, o rosário, o halo, a aureola, o oculi, a coroa de espinhos, as janelas de rosas, a Rosy Cross e um dos mais
atraentes, na minha opinião, o dromenon no chão da Catedral de Chartres, que representa uma jornada do mundo exterior para o centro sagrado interior, onde o Divino é encontrado.


– Ok, Marcos! Mas o nome “mandala”, como surgiu?
– Explico-lhe, resumidamente:


O suíço psicanalista Carl Gustav Jung ou simplesmente Carl Jung (1875-1961), na sua descoberta pioneira do inconsciente através de sua própria arte, observou o motivo do círculo aparecendo espontaneamente. Então, com a sua familiaridade com os escritos filosóficos da Índia, ele adotou a palavra “mandala” para descrever esses círculos desenhados pelos seus pacientes. Daí veio o nome.

Se você quer aprender como… desenhar uma mandala, comece a pesquisar e pratique bastante. Vou te ajudar. Veja:



Fonte do Vídeo: Canal HiperCriativo 


Atualmente, a mandala é muito usada na arte, na arquitetura, no artesanato, no design, no comércio, etc. E o mais legal disso tudo é que ela passa uma uma sensação de paz.
Pelo menos acontece comigo. (risos). Mas quem nunca admirou uma mandala?

Eu adorei escrever sobre a mandala e poderia aumentar mais esse post. Porém fico por aqui. Espero que você tenha gostado. Curta, comente trazendo sua experiência, compartilhe para seus amigos. Traga ele para o blog! Tem vários conteúdos interessantes. Valeu!?

Aqui deixo esse “link” para você ver mais mandalas. Tenho certeza que você vai gostar.

Um grande abraço. Sempre!
 

Gostou!? Então recomendo esses. Veja:

Incentive-nos a publicar mais! Deixe o seu comentário sobre esse post.

Mude o Idioma »