Pin It

Latinhas de Alumínio Com Puro Glamour Artístico

As Latinhas de Alumínio glamorosas.

Carrinhos, bonecos, panelinhas, luminárias, chaveiros… e até personagens de filmes, estão incluídos nos cortes e detalhes das confecções artísticas das latinhas de alumínios. Independente se elas são de refrigerantes, tônicos, cervejas, leite, etc. As latinhas fazem sucesso, diante dos admiradores da arte.

Essas latinhas atingem mares a fora do nosso Brasil e com certeza é um dos trabalhos artesanais que com um pouquinho de imaginação, através de cortes, medidas e detalhes, você consegue fazer uma bela obra de arte.

Resultado de imagem para arte com latinha

Artesanato com latinhas de alumínio

Assim o que me deixa intrigado a pesquisar e trazer para você, é como isso tudo começou. Mas existem diversos fatos, que envolvem as latinhas. E entendendo melhor, posso de imediato lhe dizer que a história da lata já vem desde 1795, onde Nicolas Appert, um químico francês, que trabalhava como doceiro, padeiro e produtor de vinhos, teve a brilhante ideia de selar os alimentos em garrafas com rolhas. Como ele já fazia com os vinhos.

Pois isso teve dois propósitos que ligou um ao outro. A guerra revolucionária francesa, onde as tropas de Napoleão, estavam a morrer de fome. Então teria que mandar comida e a conservação dos alimentos para evitar a fermentação dos mesmos. Senão a comida chegaria estragada aos campos de batalhas. E isso foi sucesso naquela época.
Essa ideia associou a outros descobrimentos, como as famosas latinhas. Pois em 1810, o comerciante britânico Peter Durand, um concorrente que pensava em superar Nicolas Appert, recebeu a patente pelo rei George III, por ser o primeiro a conservar alimentos usando lata. Pois isso é o que digo de um grande resumo. (Risos). Mas é o que dizem os fatos.

E você acha que os descobrimentos pararam por aí!? Nem pense nisso!

Resultado de imagem para arte com latinha

Jipe feito em latinhas.

As latinhas eram feitas de aço revestido de estanhos, um tipo de metal branco prateado, maleável e as primeiras foram produzidas pelos ingleses Bryan Donkin e John Hall, que usaram a patente de Durand. Mas o pai da fábrica de latinhas ou a própria lata, chama-se Thomas Kensett, em 1812 já em território americano. Lembrando que em quase 100 anos após, as latas eram feitas de modo artesanal, onde os excelentes artesãos produziam 10 latinhas por dia. Exigia muito deles. Mas foram substituídos pelas máquinas quando houve a revolução industrial.

Resultado de imagem para latinha

Latinhas de refrigerante

Aí você me pergunta: – Poxa Marcos! As latinhas de refrigerantes estão inclusas conforme essa primeira fabricação? Foi a partir daí que elas surgiram?
Resposta! Como disse, são diversos fatos. Mas foi em 1940, bem mais tarde, que elas surgiram, especialmente nos meses de verão. E sua estrutura foi modificada, engrossando a sua espessura, principalmente nas tampas, devido a gaseificação do refrigerante. Que legal!
Em então, um pouco mais tarde, em 1965, surgem as latinhas de alumínio. Com todo o seu glamour, em relação a sua aparência, sendo que algumas das razões para a franca aceitação do alumínio foi a sua ductilidade (flexibilidade), a sua capacidade de arrefecimento e de suportar a pressão, a sua leveza e resistência à corrosão, o que não enferrujava, foi realmente o sucesso. Nela se podia publicitar as marcas das industrias, de modo bem visível. Pois em 1985 elas já dominavam o mercado dos refrigerantes.

Mas essas latinhas tem um segredo muito importante, nas mãos dos artesãos. As diversas maneiras de despertar a arte. E o trabalho é manual. Mas não é preciso pressa para entrega, como nas indústrias. Muitas pessoas usam o conteúdo e jogam a latinha fora. Mas isso se recicla, meu jovem. Veja um dos diversos exemplo:



Agora veja essas imagens com as latinhas:


Eu até tentei fazer umas panelinhas. E achei muito legal e bem divertido. Vou pensar duas vezes antes jogar as latinhas fora. E mais! Ajude aos catadores de latinhas. Ao invés de jogar fora, junte-as e repasse. Eles não estão pedindo esmola. Ao contrário, eles estão limpando as ruas, reinventando o que acham que está perdido e ao mesmo tempo, nos ajudando. Pois cabe a nós, a consciência. Valeu!?


RESUMO: Olá! Esse é o primeiro post do blog com um áudio do meu comentário. Creio que sou o pioneiro nisso. (Risos) Então, convido-lhe a apertar no play e logo após interagir no comentário abaixo. Tenho certeza que você vai trazer ótimas informações e vamos aprender muito contigo. Valeu!? Um grande abraço. Sempre!

Gostou!? Então recomendo esses. Veja:

The following two tabs change content below.
Oriundo de Salvador-Ba. Amante da arte, tecnologia e design. Autor do Blog 3Dmalz.com e do canal 3dmalz no Youtube, onde compartilha e aprende muito com os visitantes, amigos e seguidores. "Nada é impossível desde quando você tente mudar e persevere". Essa é a sua humilde frase que usa de inspiração para atingir seus objetivos.

35 thoughts on “Latinhas de Alumínio Com Puro Glamour Artístico”

  1. Marcos Ferrão says:

    Obrigado Nicea Cremasco, por ter curtido o post. Um grande abraço. Sempre!

  2. Marcos Ferrão says:

    Muito obrigado, Simone Poianas, por ter gostado do post. Um forte abraço. Sempre!

  3. Marcos Ferrão says:

    Muito obrigado, Cleuza Hermeto Goulart, por ter curtido. Abração!

  4. Marcos Ferrão says:

    Obrigado Gilberto Grosso, por ter curtido o post. Um grande abraço. Sempre!

  5. Marcos Ferrão says:

    Obrigado J A Protasio Oliveira, por ter curtido o post. Grande abraço, meu jovem. Sempre!

  6. Marcos Ferrão says:

    Muito obrigado Hélida Lima Costa, por ter curtido o post. Abração! Sempre!

  7. Cristina Crispin Leite says:

    Olá Marcos Ferrão, gostei do post, é sempre bem vinda a transformação através da arte! Faço uma pequena observação para você, dê uma olhada no link:
    https://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20070326042258AA2Qarb. Um abraço!

    1. Marcos Ferrão says:

      Denise Mucci Positivo! Apesar que artesoes existe e vem do verbo artesoar (Enfeitar com artesões. Variação de artesonar.)

  8. Marcos Ferrão says:

    Obrigado Isabel Araujo, por ter curtido o post. Um grande abraço!

    1. Isabel Araujo says:

      Realmente, vc é muito bom

    2. Marcos Ferrão says:

      Somos bons! Eu, você e todos amigos que compartilham informações, através da arte, design, artesanato, tecnologia…enfim. Agradeço-lhe muito, minha jovem!

  9. Marcos Ferrão says:

    Muito obrigado a Alba Regina Schwartz Eutrópio e Zilamar Takeda, por ter curtido o post. Abração!

  10. Marcos Ferrão says:

    Obrigado a Paulo Della Nina, Edward Willian Kronig Wandeur, Iweth Kusano, Nicea Cremasco e Cibele Nakamura, por terem curtido o post. Um grande abraço a todos. Sempre!

  11. Marcos Ferrão says:

    Obrigado Márcia Vinhas Fernandes, por ter gostado do post. Um abração. Sempre!

  12. Denise Mucci says:

    Bem vindo Marcos Ferrão.

    1. Marcos Ferrão says:

      Muito obrigado Denise Mucci, espero colaborar com todos aqui, no que for preciso. Um grande abraço.

    2. Denise Mucci says:

      Marcos Ferrão Obrigada

  13. Adriana Soares says:

    Que bom ter você conosco Marcos. Interessante esse assunto sobre as latinhas, e mais ainda a visão criativa e transformadora que o artista teve. Abraço

    1. Marcos Ferrão says:

      Muito obrigado Adriana Soares e agradeço pela cortesia. Um grande abraço. Sempre!

  14. Marcos Ferrão says:

    Obrigado Li Martins!

  15. Marcos Ferrão says:

    Muito obrigado Li Martins, por ter curtido o post. Um grande abraço. Sempre!

    1. Li Martins says:

      Parabéns pelo belíssimo trabalho Marcos Ferrão!
      Abraços

    2. Marcos Ferrão says:

      Li Martins Obrigado. Fico feliz por ter gostado. Abraços!

  16. Marcos Ferrão says:

    Obrigado Claudio Alves! Forte abraço. Sempre!

  17. Marcos Ferrão says:

    Obrigado Maria Tereza Penna, por ter curtido. Forte abraço!

  18. Ellen Alcantara says:

    Lindo trabalho, show de bola.

  19. Marcos Ferrão says:

    Obrigado Estrela Q Brilha. Grande abraço. Sempre!

  20. Marcos Ferrão says:

    Obrigado jovem Maurício Brigagão, forte abraço, meu jovem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mude o Idioma »